Supere as barreiras da sua vida!

Eu divido nosso trabalho mental em basicamente dois estados:  área de conforto e área de possibilidades. Você sabe o que isso quer dizer? Sabe em qual delas está agora? Em qualquer dos casos, vamos lá!

Nosso desenvolvimento pessoal se dá todo em nosso interior, ou seja, é nossa cabeça que determina a totalidade das experiências que viveremos na vida.

Por essa razão é tão importante cuidarmos constantemente do nosso estado mental. As circunstancias que vivemos na vida externa não são nada mais do que reflexos da nossa realidade interna.

Nosso objetivo de vida deve ser o estado de controle mental, ou seja, mesmos em condições difíceis, nossa cabeça deve estar no controle, não podemo nos comportar de maneira reativa, apenas com comportamentos de resposta aos estímulos externos.

Lógico que alcançar esse estágio de controle mental não é fácil, mas, como mostro adiante, é sempre um processo, nossa cabeça nunca está pronta, estamos em desenvolvimento constante e, para evoluirmos, devemos estar atentos aos estados que falei no início: área de conforto e área de possibilidades.

Área de conforto

Esse estado mental ocorre quando nos encontramos em situações que não nos levam a evoluir. Quando estamos nessa área, tendemos a evitar qualquer tipo de situação que possa nos provocar sofrimento.

Muitas vezes é necessário que enfrentemos e superemos situações estressantes. Contentar-se com a área de conforto nos poupa “sofrimento”, mas também nos impede de crescer.

Pense em nosso desenvolvimento mental como se fosse nosso desenvolvimento físico. Se alguém que vai para academia começar a fazer determinado exercício com 10 quilos, seu músculo se desenvolverá para aguentar essa carga. Caso essa pessoa não aumente a carga, esse músculo continuará pronto para aguentar os mesmos 10 quilos, nunca 15, nunca 20….

Os 10 quilos são a área de conforto desse músculo. Ele sente-se bem ali, não sofre, mas também não se desenvolve.

Para fazer com que ele se desenvolva a pessoa terá que “estressá-lo”, fazendo-o levantar mais peso. Com o tempo, ele se adaptará ao novo peso e terá superado os velhos 10 quilos.

Com nosso estado mental acontece igual. Nossa força mental de hoje suporta determinadas situações. Se não nos forçarmos a passar por novos desafios, continuaremos sempre com a força mental atual (os 10 quilos do exemplo anterior).

Óbvio que ficar na situação atual é mais confortável. Caso você esteja totalmente satisfeito com a sua vida de hoje tudo bem, mas se você acha que precisa mudar, terá que lidar com o fato de que precisará enfrentar desafios “estressantes”.

Você pode evitar os desafios estressantes e continuar na sua área de conforto, assim como na imagem abaixo:

A pessoa que vive na área de conforto, sempre que vê a possibilidade de um desafio estressante, não enfrenta e volta. Isso a impede de chegar do outro lado.

Área de possibilidades

Quando nos enchemos de força e coragem e enfrentamos os desafios dolorosos e os superamos, passamos para o outro lado, ou seja, à área de possibilidades. Mas essa área não é definitiva.

O foco deve ser sempre nosso estado mental e não as situações exteriores, ou seja, os acontecimentos do cotidiano.

Situações desafiadoras nunca vão deixar de acontecer. O que deve mudar é nosso estados mental e a maneira como reagimos a essas situações.

Vou dar um exemplo numérico para ficar mais fácil de entender. Mentalidade não se mede em números, só usei esse artifício para ficar mais didático.

Pense que as situações da vida têm níveis de dificuldade que vão de 1 a 10. Agora pense que sua força mental também vai de 1 a 10.

Se sua vida apresentar um problema de nível 2 e sua força mental for de nível 1, você sofrerá, pois sua força mental é menor que o problema.

Agora, se a vida lhe apresentar a mesma dificuldade de nível 2, mas sua força mental for de nível 3, essa situação não o afetará, pois você já é “maior” que ela.

Digamos que eu esteja no nível 1, essa é minha área de conforto. Dessa maneira, caso eu consiga fugir das situações estressantes dos outros níveis, não vou sofrer, mas também não vou evoluir.

Manter-se na área de conforto é perigoso, pois é impossível evitarmos todas as situações estressantes e sempre que surgirem problemas maiores que nossa força mental o sofrimento será grande.

Além disso, as possibilidades e oportunidades que surgem em nossa vida são proporcionais ao nosso nível de força mental. Assim, no nível 1, vão surgir oportunidades proporcionais a meu nível mental, no caso, 1.

Caso eu progrida e alcance um nível mental 5, as possibilidades e oportunidades às quais terei acesso também serão de nível 5. Dessa forma, à medida que minha força mental cresce, meu acesso a novas possibilidades também cresce. Nossa vida como um todo muda de nível.

Uma pessoa com força mental de nível 1, por mais que deseje, jamais conseguirá as realizações de uma pessoa com força mental nível 5. Caso consiga, o resultado é sempre temporário e logo ela volta para os resultados do seu nível, não existe mágica.

Tenho certeza que você conhece alguma pessoa que por mais que tente nunca consegue desenvolver na vida, seja em qual área for o objetivo dela. Ela até consegue sucessos temporários, mas logo volta para onde estava antes.

Determinado sucesso pode parecer difícil e custoso para uma pessoa de mentalidade nível 1, mas talvez não para uma de nível 5. Se eu quero alcançar determinado patamar, seja em qual área for, deverei alcançar a força mental digna do referido patamar.

A vida não nos dá o que queremos, mas sim o que merecemos, conscientes ou não.

Por essa razão, se eu desejo um sucesso grande e duradouro, devo adquirir a força mental necessária antes.

Então, como desenvolver?

Como disse, tenha sempre em mente que o que determina nossa vida é o estado mental ou força mental. O que acontece no exterior é só reflexo.

Assim, você deve imaginar sua mentalidade como degraus ou níveis. Se você está no nível 1 só conseguirá lidar bem com problemas de nível 1 e terá oportunidades do mesmo nível. O nível 1 é sua área de conforto.

Para passar para o nível 2, você precisará superar a barreira de “desafios estressantes” conforme a imagem acima. Vencida essa etapa, você passará para o nível 2 e terá acesso às possibilidades e oportunidades desse nível. Esse nível agora é sua área de conforto.

O processo é contínuo. Você supera os “desafios estressantes” do seu nível para passar par um novo nível. Com isso sua resistência a determinados problemas cresce e o seu acesso a novas oportunidades também. Contudo, esse novo nível logo se torna sua nova área de conforto e você precisará passar para o próximo para continuar se desenvolvendo.

Cada um possui características de vida e enfrenta problemas muito pessoais, por essa razão não há um manual de como você deve superar seus desafios. Você terá que saber. Pense nos problemas que estão lhe incomodando no momento. O que é necessário fazer para superá-los? Se você tem pelo menos uma ideia vaga da solução, a forma de começar a andar rumo ao novo nível é iniciar a solução agora.

Faça alguma coisa, não fique apenas dentro da sua cabeça. Agir mentalmente é só o primeiro passo, mas isso precisa se refletir no mundo exterior.

A sua força mental deve fazer com que você se torne forte nas atitudes no mundo exterior. Se você se acha mentalmente forte, mas possui atitudes que não refletem essa força, talvez não seja mentalmente tão forte quanto imagina. Pense nisso!

Lembre-se: tudo na natureza está sempre em constante movimento e desenvolvimento, plantas, animais… A natureza quer que tudo o que é vivo se desenvolva. Parar esse fluxo é maléfico, por isso tudo o que não é usado atrofia.

A natureza quer que nós nos desenvolvamos, parar esse processo é a causa da maior parte dos sofrimentos. Por isso nunca pare, nunca se julgue pronto. Recomece quantas vezes forem necessárias.

Gostou do conteúdo e gostaria de ser avisado quando eu postar mais? Inscreva seu e-mail no formulário abaixo.

Abraços e até a próxima.

 


Preencha seu e-mail e receba meus artigos gratuitamente!

Garantimos sua privacidade. Não divulgamos seu e-mail!

Shares